Descubra como organizar a divisão de gastos domésticos

Estabeleça prioridades nos gastos e invista seu dinheiro

Para manter as despesas da casa em ordem e começar a investir, é preciso utilizar de ferramentas e métodos de economia. 

Para todo começo, deve existir um ponto de partida. Aqui, você aprenderá como estabelecer prioridades nos gastos e aplicar sua renda através da metodologia 50-30-20.

 

Prioridade nos gastos

Antes de tudo, é necessário visualizar, dividir e estabelecer limites. Para todos, existem gastos recorrentes, cujo pagamento é indispensável. Em contrapartida, também existem os gastos não recorrentes ou dispensáveis. Saiba onde cada uma de suas despesas estão.

Para a maioria dos economistas, é de suma importância conter todos os dois casos de gastos importantes em até 50% da sua renda para que seja possível aplicar parte do seu dinheiro em planos de investimento, melhorando a organização e estabelecendo uma efetiva divisão de gastos.

 

Divisão dos gastos

Para mudar o seu jeito de pensar nos gastos, é importante determinar uma divisão para eles. Para isso,  visualize os gastos fixos que podem estar divididos em dois tipos de despesas: essenciais-recorrentes e essenciais-eventuais.

Para despesas essenciais, em que os gastos são mensalmente recorrentes, estão incluídos custos com moradia, condomínio, água, luz, internet e alimentação. Já para as despesas eventuais, que não ocorrem em momentos específicos do ano,  gastos como Imposto Predial, Territorial Urbano (IPTU) e o Imposto Sobre Propriedade de Veículo Automotor (IPVA) são mais comuns.

Por fim, existem também as despesas não essenciais, onde gastos particulares e de lazer se encontram. É recomendado que estes gastos não ultrapassem mais do que 30% da sua renda. 

 

 Investimentos

Finalmente, vê-se  o motivo de utilizar o método 50-30-20. É simples. Todo o valor restante, que representa aproximadamente 20% da sua renda, já pode ser aplicado em seu futuro: repense seus gastos para fazer sua Previdência Complementar crescer.