É possível continuar investindo durante a crise?

É hora de aperfeiçoar seus conhecimentos no mundo das aplicações

Os investimentos caíram bastante nas últimas semanas, a Bolsa brasileira, por exemplo, registrou a pior semana desde a crise financeira de 2008. É normal que durante esse período os investidores fiquem mais receosos, principalmente quando se falar em arriscar. Além disso, surgem preocupações de como será o mercado financeiro daqui para frente.

Se você investe em renda fixa, a dica de ouro é manter o investimento até o vencimento. Com a crise, os preços dos títulos estão em baixa, o Tesouro direto, por exemplo, fechou os piores momentos nos últimos dias. Por isso, se você resgatar agora, vai receber o preço do momento, valor que a corretora está disposta a pagar naquele dia pelo seu título. Contudo, se você mantiver até o vencimento, recebe o juro que definiu com a corretora no momento que investiu. 

Para as pessoas que têm a possibilidade de aplicar dinheiro neste momento, a recomendação é dar prioridade para os investimentos de renda fixa e liquidez imediata. Isso porque o momento é de total incerteza, é tempo para reforçar a reserva de emergência que poderá ser resgatada a qualquer momento. Escolha a melhor opção de acordo com o seu perfil de investimento. Existe o CDB com liquidez diária, o fundo DI sem taxa de administração, o Tesouro Selic e até mesmo aquelas contas remuneradas. 

Em se tratando de investimentos a longo prazo, a Bolsa de Valores é uma boa opção. Esse caminho é recomendado para quem já possui uma boa reserva de segurança e que tenha um perfil mais arriscado. Contudo, é um investimento que requer paciência, a Bolsa cai em velocidade alta e volta de maneira lenta, pode levar anos para se recuperar. Se você for paciente, pode ter bons resultados no futuro. 

Além de exercer a paciência, para investir na Bolsa é preciso traçar metas. Antes de tomar qualquer decisão, pense qual o máximo de queda você suporta e quanto tempo você pode deixar o dinheiro investido. Esteja aberto também para rever essas aplicações, a dica é: se perder 20% do capital, reavalie a estratégia, e se lucrar 10%, reveja também, pode ser uma oportunidade de arriscar mais.

Sempre é tempo de aprender

Um conselho que vale para qualquer investimento em qualquer época, independentemente de crise, é estudar o mercado. Aplicações na Bolsa de Valores, por exemplo, dependem de inteligência e estratégia para darem certo. 

Aproveite o isolamento social para estudar e se preparar para as mudanças do mercado. Se você pretende começar agora, a corretora Toro oferece um curso gratuito de ações para iniciantes com 13 aulas no YouTube.

A digital influencer de finanças Lívia Medeiros também disponibilizou, enquanto durar a quarentena, um curso de planejamento financeiro. Ela trata de investimentos com pouco, independência financeira e outros assuntos relevantes. Ainda tem uma palestra interessante sobre renda fixa e investimentos imobiliários com os especialistas Paulo Deitos e Eduardo Barbosa.

Este é o momento de aprimorar os conhecimentos para se reinventar no meio da crise. Por mais que sejam tempos difíceis, ainda é possível ter esperanças para um futuro financeiro promissor. 

Tags: finanças investimentos

Veja mais